sábado, 13 de novembro de 2010

कांफी

Confie em Mim

"Faze-me ouvir da tua benignidade pela manhã, pois em ti confio; faze-me saber o caminho que devo seguir, porque a ti elevo a minha alma" (Salmos 143:8).

Um mendigo cego, guiado por seu cachorro, vagarosamente cruzava uma movimentada rua de Londres. Milhares passavam junto a ele mas ninguém se ofereceu para ajudá-lo. Uma bela carruagem, puxada por dois cavalos brancos, parou bem próximo. Um cavalheiro desceu e ao dirigir-se a um edifício avistou o mendigo e aproximando-se dele falou: "Dê-me sua mão e confie em mim". Vagarosamente o conduziu até o local de seu destino. "Muito obrigado, senhor", disse o homem agradecido e o estranho foi embora. Quem era ele? O Príncipe de Gales, mais tarde Eduardo VII. Ele confiou e o Príncipe o levou em segurança.

Ao caminharmos pelas movimentadas ruas desta vida, qual o nosso destino? Aonde queremos chegar? Que segurança temos de que alcançaremos os nossos objetivos?

Quando alguma coisa não vai bem nessa sua jornada, você reclama, murmura e lamenta sua sorte ou reconhece que não está buscando a direção de alguém que possa conduzir-lhe em segurança?

E quando tudo prospera perfeitamente e as bênçaos fluem como em mananciais cristalinos, você se lembra de agradecer àquele que lhe tem estendido a mão?

Jesus é aquele a quem você pode recorrer quando nada dá certo e aquele a quem deve ser grato pelos propósitos atingidos. Ele sempre estará ao seu lado dizendo: "Dê-me sua mão e confie em mim"!