sábado, 30 de agosto de 2014

Evangelistica

Campanha colocará outdoors com a frase Deus ama os gays perto de igrejas

Campanha colocará outdoors com a frase Deus ama os gays perto de igrejas
Inicialmente o projeto era uma provocação a Igreja Batista de Westboro, famosa por protestar contra o movimento gay
Parece que cada vez mais a questão gay confronta e é confrontada pelos religiosos. Para a maioria dos cristãos conservadores, essa é uma das principais lutas no cenário político. Para outros, trata-se de uma questão simples de “homofobia”.
Estranhamente, já existem denominações que aceitam a ordenação de pastores e bispos gays e também as que realizam casamentos de homossexuais. Existem até igrejas chamadas “inclusivas”, que são formadas por cristãos assumidamente homossexuais.
Muitos livros foram escritos sobre o assunto e repetidas vezes tornou-se uma questão polêmica. De um lado, muitos líderes cristãos acreditam que por contrariar princípios bíblicos claros, a homossexualidade deve ser combatida publicamente. De outro, há pastores e líderes que preferem ignorar o assunto.
Um movimento gay norte-americano está lançando uma campanha online para que seja colocado outdoors com a frase “Deus ama os gays” na cidade de Topeka, Kansas. Trata-se do local onde surgiu a Igreja Batista de Westboro, famosa por seu discurso antigay e pelo site “Deus odeia gays”. Mas na prática é uma provocação a todas as igrejas que condenam o estilo de vida homossexual.
Embora possa parecer uma provocação tola, o projeto ganhou milhares de adeptos rapidamente. Inicialmente, o desejo era manter um outdoor com a mensagem por um ano em Topeka. O contrato já foi assinado e começa a valer dia 8 de setembro. Mas com a grande aceitação, já anunciaram que irão colocar esse mesmo outdoor em outros Estados, até alcançar o país inteiro.
Além do site foi criado um vídeo de dois minutos onde “Deus” (em desenho animado) explica que não odeia os gays, mas não amaldiçoa quem não gosta deles. Também surgiram perfis nas redes sociais com o personagem do vídeo, chamado de “O bom Deus lá de cima”. Até o momento são mais de 1 milhão e 700 mil “curtidas” no Facebook e mais de 75 mil seguidores no Twitter. Entre uma piada e outra, existem postagens que são pura blasfêmia, como a que diz “Se não tivermos pecados, então Jesus morreu à toa para nos salvar deles. Vamos pecar!”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário